Qual Profissão você deve seguir? Guia Completo [Parte 1]

qual profissao seguir

À medida que vamos crescendo nos são dadas inúmeras responsabilidades e as escolhas que fazemos vão determinar o nosso futuro. Tomar decisões importantes pode ser muito difícil. Por isso, muitos jovens se deparam com o dilema sobre qual profissão combina mais com seus perfis. No entanto, poucas pessoas conseguem determinar o próprio perfil profissional com facilidade, a maioria passa por momentos de angústia quando parece impossível definir uma carreira.

Vários fatores influenciam no momento de escolher qual profissão é a certa, mas os mais comuns são a remuneração, distância da instituição de ensino e as aptidões de cada pessoa. É importante estar ciente que dificilmente é possível conciliar todos os fatores. Desse modo, é preciso determinar as prioridades ao se deparar com a escolha do seu curso, pensando sempre em fazer o que gosta.

Quem não abre mão do que realmente gosta e se identifica com o que faz é muito mais feliz no trabalho e nele encontra satisfação. Pensando nisso, o Sala de Estudos preparou um guia definindo quais são as opções de profissões de acordo com suas habilidades, quais são as especializações existentes e como é a carreira de cada profissional.

Esse post é constituído de 2 partes. Se você deseja saber mais sobre as outras áreas, deve conferir nosso outro post:

Ciências Humanas e Sociais

a-escola-de-atenas-rafael
A Escola de Atenas – Rafael

Filosofia

No curso de filosofia, o estudante aprende a investigar a natureza humana e fazer questionamentos sobre o funcionamento do universo. O estudo acontece por meio de reflexão, análise e crítica sobre os grandes pensadores e filósofos. As principais obras e vertentes de pensamentos são os instrumentos usados pelo estudante de filosofia, que busca aplicá-las em questões sobre ética, política e conhecimento científico. Sempre procurando o entendimento da sociedade, do tempo, do espaço e da verdade.

Grande parte dos profissionais formados em filosofia seguem a carreira acadêmica. Além disso, é possível atuar como escritor de livros e artigos, como professor ou como pesquisador. O filósofo também pode trabalhar em ONGs ou para o governo, na implantação de projetos de transformação social. A duração média do curso de filosofia é de 4 anos e o estágio é obrigatório somente para estudantes de licenciatura. Na rede de escolas públicas, o filósofo tem ganho inicial de R$ 1.000 a R$ 2.000. Já em universidades, este valor pode variar de R$ 4.000 a R$ 12.000. Nas demais áreas de atuação os salários são muito flexíveis.

História

O historiador estuda a cultura, a sociedade, a economia e o cotidiano do passado da humanidade. No curso de história são aplicadas disciplinas pedagógicas e específicas, onde o estudante investiga e interpreta os acontecimentos passados e tenta relacioná-los com as condições humanas. As aulas de histórias são divididas por regiões e períodos e requerem muita dedicação a leitura e a seminários. São oferecidas as opções de bacharelado e licenciatura.

O Congresso Nacional cogita aprovar a regulamentação da profissão de historiador, que será exigida em concursos para trabalho em museus e arquivos históricos. A duração média do curso de história é de 4 anos e o estágio é obrigatório. Antes de escolher qual profissão você seguirá, lembre-se que depois de formado, o historiador pode trabalhar nas áreas de ensino, pesquisa, documentação e preservação, memória empresarial e, ainda, na avaliação e produção de material didático. A remuneração pode ir de R$ 1.000 a R$ 15.000, este último para professores efetivos do ensino superior.

Geografia

O geógrafo se dedica a estudar as características da Terra, seus fenômenos e como se dá sua ocupação pelo ser humano. O estudo em geografia não se limita apenas a fatores físicos, mas também abrange os culturais, relacionados com a interação entre o homem e a Terra. Este curso está diretamente relacionado às pesquisas, ciências e relações humanas, como a geopolítica. O profissional graduado em geografia apresenta um diploma multidisciplinar e precisa ter habilidades de raciocínio e, principalmente, de análise. O curso tem duração de 4 anos e o estágio é obrigatório.

As aulas no curso de geografia são muito diversificadas. Nelas o graduando terá contato com a cartografia, ecologia, hidrografia, climatologia, sociologia e muito mais. O estudante pode se formar em licenciatura e ser apto para lecionar em instituições de ensino. Ele também pode se tornar um bacharel, tendo a capacidade de trabalhar fora da sala de aula em indústrias, ONGs, institutos de pesquisa ou para o governo. O geógrafo formado tem contato com campos de trabalho como a cartografia digital, o geoprocessamento, o planejamento agrícola, urbano e de transporte. O salário inicial para esta profissão é cerca de R$ 1.800, mas pode chegar a R$ 15.000.

Teologia

No curso de teologia, o estudante irá adquirir conhecimento nas áreas de religião, com um grande aprofundamento nos estudos das escrituras, filosofia, sociologia e antropologia. É uma profissão voltada para pessoas que ou são religiosas ou têm certa curiosidade sobre assuntos teístas. Fornece uma base muito sólida para aqueles que desejam se tornar pastores ou líderes religiosos. Além disso, o teólogo pode trabalhar em empresas, igrejas, mesquitas e em instituições de ensino públicas ou privadas.

No entanto, o estudante deve ficar atento quando for escolher a faculdade que oferece o curso, pois, em algumas, ele é mais específico para o catolicismo e, em outras,  é mais específico para o evangelismo. O curso de teologia possui uma duração média de 4 anos e o profissional formado pode esperar um ganho inicial médio de 1500 reais, podendo sofrer variações e chegar até 2500 reais. Vale ressaltar que esse salário pode aumentar muito ainda se o profissional optar por lecionar em um curso superior, podendo chegar a 8500 reais em uma boa universidade.

Direito

Direito - justiça
WilliamCho / Pixabay

O curso de direito é uma ótima opção para pessoas que desejam aprofundar seus conhecimentos em política, relações sociais, filosofia e sociologia. Além disso, fornece uma grande fundamentação teórica e prática de como são as leis e de como elas funcionam (ou pelo menos deveriam funcionar).

Nesta área, o profissional pode optar por seguir carreira em um escritório de advocacia privado, prestar concurso público para juiz, promotor, delegado ou para muitas outras opções. Como se não bastasse, ele pode ainda escolher dar aulas em universidades particulares ou públicas ou se tornar um jurista, criando teorias jurídicas e sociais. O salário médio desse profissional pode variar muito. Alguns advogados começam ganhando R$ 1.000 a R$ 2.000, mas, à medida que se torna conhecido e adquire a confiança dos clientes, esse salário pode chegar a uma média de R$ 15.000 por mês.

Sociologia

A sociologia é uma ciência que estuda o comportamento humano em sociedade, ou seja, quais os padrões e tendências que um corpo social apresenta. Em suma, o curso é voltado para o estudo e pesquisa das relações sociais. Assim o sociólogo é um profissional que normalmente aplica o método comparativo para conseguir diferenciar os diversos tipos de cultura, além dos acontecimentos que acontecem de forma esporádica, para determinar o nível de desenvolvimento e de organização do trabalho, da família e da sociabilidade dos integrantes de uma sociedade.

Normalmente, os grandes trabalhos de pesquisa sociológica são fomentados pelo Estado, já que ele é o principal interessado em saber como a sociedade está caminhando. No entanto, existem também diversas organizações não governamentais (ONGs) que buscam informações acerca do desenvolvimento social e cultural de um povo, além de empresas que contratam esses profissionais para promoverem pesquisas de mercado a fim de colher dados a respeito do comportamento das pessoas. Um sociólogo recebe em média um salário inicial de R$ 1500 a R$ 2700.

Serviço social

O graduado em serviço social é responsável pela integração das pessoas na sociedade. No curso de serviço social, os estudantes são instruídos sobre como planejar e executar políticas públicas para combater as desigualdades sociais. O assistente social pode agir em vários campos de trabalho no serviço público e privado. No curso de serviço social, o aluno estuda disciplinas como sociologia, antropologia, filosofia, política e economia.  Além disso, são realizados muitos trabalhos práticos em comunidades, escolas, penitenciárias, ONGs e sindicatos. Para se formar nesta profissão, o aluno tem que completar os 4 anos de curso e os estágios obrigatórios.

As oportunidades no mercado de trabalho são grandes no setor público, onde há uma variedade de vagas de concursos. O INSS é um dos órgãos públicos que oferecem uma das melhores opções de emprego para o assistente social. Contudo, este profissional também é obrigatório em creches, hospitais e unidades de saúde. Juntamente com diversos profissionais de outras áreas, o assistente social irá atuar na defesa do cidadão, da mulher, dos idosos, das crianças e adolescentes e também dos negros e indígenas. É importante que o graduado esteja registrado no Conselho Regional de Serviço Social para exercer suas atividades. O salário médio inicial para assistentes sociais gira em torno de  R$ 2.000 e pode chegar a R$ 6.000.

Administração

Este curso é um misto de humanas com exatas, tendo uma duração média de 4 a 5 anos. Nesta área, o estudante deverá aprender os conceitos básicos de como gerir recursos humanos, definindo planos de carreira e modelos de treinamento, noções de estatística, finanças, contabilidade e controle de recursos. Além disso, terá um enfoque muito grande em produção empresarial e marketing. Enfim, um enorme arcabouço de conhecimento em diferentes áreas de atuação.

Aqueles que são organizados e sabem lidar com seus recursos, mas não sabem qual profissão seguir, precisam levar em consideração a administração. Nessa profissão, a pessoa poderá trabalhar em diversas áreas de uma empresa ou mesmo do Estado. Como as áreas são infinitas, o salário é difícil de ser estimado com precisão. Existem administradores que ganham pouco e outros que ganham muito. Isso tudo vai depender da capacidade do profissional e do campo em que atua.

Ciências Exatas

Einstein física - qual profissão escolher
Albert Einstein

Matemática

A matemática é uma ciência antiga baseada na lógica e estuda as formas, as quantidades e o espaço. O matemático é o profissional capaz de criar e aplicar teorias para a solução de problemas. O início do curso é baseado nas disciplinas de geometria, álgebra, e cálculos integral e diferencial. Além disso, é possível formar-se em licenciatura ou bacharelado. A carreira acadêmica é ideal para quem tem boa comunicação e sabe se expressar, já quem tem afinidade por programação e tecnologia pode decidir trabalhar com matemática aplicada. O curso tem duração de 4 anos e requer estágio supervisionado no caso de licenciatura.

O matemático pode trabalhar com análise numérica, matemática computacional ou industrial e no meio empresarial. Ele realiza testes de hipóteses, trabalha com banco de dados e logística. Quem atua na profissão de matemático mantém contato contínuo com estatísticas, pesquisas, economia e tecnologia. Além disso, o déficit de professores de matemática na educação básica e de nível médio faz com que o mercado de trabalho nesta área seja aquecido. Assim, as oportunidades de emprego aparecem rápido. Os salários para essa profissão variam entre R$ 1.800 a R$ 15.000. Mas isso depende da área de atuação e do tempo de carreira.

Física

A maioria dos cursos de físicas são licenciaturas, mas há também bacharelados. O principal objetivo do físico é compreender como as coisas funcionam e se relacionam na natureza, tentando estabelecer teorias e leis que possam ser aplicadas ao fenômeno estudado. É um curso construído em cima de muitos cálculos e fórmulas científicas. Por isso, antes de escolher qual profissão combina mais com você, é tão importante saber quais as suas aptidões.

Nessa profissão, o físico poderá se especializar em física quântica, física ambiental, física nuclear, biofísica, instrumentação e óptica. Mas vai depender do gosto pessoal de cada um decidir qual profissão dentro da física é a mais adequada. Esse profissional pode, dependendo também do mercado de atuação, ter um salário inicial médio de R$ 1800 a R$ 3500. 

Química

Tubos de química

Os profissionais graduados em química estudam as características da matéria e como os compostos reagem entre si. O curso de química é muito interativo, com muitas aulas práticas em laboratório onde o estudante aprende a avaliar componentes de misturas, a influência da temperatura ou da pressão e muito mais. O aluno de química terá contato com disciplinas diversas, mas que se relacionam constantemente, como física, matemática, físico-química e as químicas orgânica, analítica e inorgânica. Além disso, os estudantes que optarem pela licenciatura tem que cursar disciplinas relacionadas à área de educação. O curso tem duração de 4 anos e para concluí-lo é preciso fazer estágios.

Uma grade curricular tão diversificada promove uma formação generalista do químico, que é capacitado para atuar em inúmeras áreas. Nesta profissão pode-se trabalhar na área forense, industrial, educacional e laboratorial. O bacharelado permite que o químico possa atuar em industrias petroquímicas, de alimentos, de papel, de cosméticos e de pesquisa. Além disso, pode atuar na área ambiental, de tratamento de água e de saneamento. Apesar de não ser um curso fácil, a química possui um vasto mercado de trabalho, no qual dificilmente não há oferta de emprego. Os salários iniciais variam ente R$ 2.000 e R$ 4.000 e pode chegar a cerca de R$ 10.000 ou mais, no auge da carreira.

Contabilidade

O Contador é o responsável pelas despesas, receitas e lucros de uma empresa. Essa é a profissão ideal para quem tem aptidão em matemática e se interessa por economia e legislação. A graduação em contabilidade tem duração média de 4 anos e a maior parte desse período é preenchida com disciplinas bem específicas. Dentre as matérias estudadas pelo aluno estão estatística, probabilidade, matemática financeira e economia. A maioria das instituições de ensino oferecem cursos que formam profissionais  aptos aos cargos de contador, auditor fiscal, gerente financeiro e muitos outros.

O graduado em contabilidade pode atuar nas áreas de auditoria, fiscalização de empresas, ensino superior e no gerenciamento das finanças de uma empresa pública ou privada. Além disso, o contador pode se especializar na área de legislação tributária, onde aprende sobre o sistema tributário nacional e o direito tributário. Um contador ganha em média de R$ 4.000 a R$ 7.000 .

Economia

O curso de economia prepara os estudantes para lidar com o cenário econômico. Nele, os alunos aprendem a lidar com patrimônios financeiros pessoais, de empresas ou governamentais, assim como a desenvolver planos contra problemas econômicos e administrativos. No curso de economia, aprende-se sobre a economia brasileira e global, as teorias e pensamentos econômicos, estatística e sobre macroeconomia e microeconomia. Para se formar em é preciso completar os 4-5 anos do curso.

Este profissional trabalha com análise econômica, planejamento estratégico, pesquisa, docência e como assessor em planos de negócios. O estágio para economia é obrigatório e é necessário apresentar um trabalho de conclusão de curso. Um economista que trabalha para pequenas empresas ganha em torno de R$ 4.000, mas dependendo da área e do tempo de atuação este valor pode subir para R$ 15.000.

Engenharias

Os cursos de engenharia são muito variados e abrangem diversas áreas. Inicialmente, as disciplinas são as mesmas para todos os alunos. Ao longo do tempo de formação, a grade curricular se torna mais específica de acordo com a especialização escolhida. Nos primeiros anos de curso, todas as engenharias mantém contato com disciplinas como cálculo, física e química.

Dentre as variações do curso de engenharia estão as engenharias química, civil, mecânica, ambiental, elétrica, de computação, de alimentos, de produção, florestal, mecatrônica e muitas outras. O curso dura 5 anos e tem estágio obrigatório. As diversas formações de engenharia abrem espaço para um amplo espectro de oportunidades de trabalho, principalmente nas áreas de construção, petrolífera e industrial. Atualmente, determinados ramos da engenharia estão saturados, o que afeta as oportunidades de emprego. Contudo, geralmente os formados em engenharia têm um ganho inicial de cerca de R$ 3.000, podendo evoluir e chegar a R$ 15.000.

Artes

michelangelo-pintura
A Criação de Adão – Michelangelo

Cinema e Audiovisual

O estudante de cinema aprende a história e a prática da cinegrafia. Ao se formar, torna-se capacitado para a produção de filmes, vídeos publicitários ou documentários. Seu trabalho está vinculado com vários veículos de mídia como a TV, o cinema e a internet. O curso de cinema e/ou audiovisual pode ser oferecido pelas instituições de ensino como licenciatura, bacharelado ou técnico. Esta carreira exige muita criatividade e capacidade de comunicação, tendo duração média de 4 anos.

No momento de escolher qual profissão é a certa, o interessado em cinema deve lembrar que há várias áreas de atuação nesta carreira. Dentre os principais focos de trabalho estão animação, direção, direção de arte, fotografia, produção, roteiro, sonorização e etc. Vale ressaltar que a produção audiovisual vem crescendo muito recentemente, principalmente na internet. O curso de cinema tem estágio obrigatório e o salário inicial nesta área é de R$ 1.000, podendo chegar a R$ 8.000.

Música

O estudante do curso de música aprende a compor novas canções e interpretar obras musicais populares com o uso de instrumentos. Os processos seletivos para cursos de músicas requerem experiência nesta área e, principalmente, aptidão. O curso tem duração de 4 anos, podendo ser bacharelado e licenciatura.

O músico é muito procurado por agências de publicidade e propaganda, além de poder trabalhar com canto, instrumentos, ensino, pesquisa ou regência. Os estudantes de licenciatura precisam fazer estágios supervisionados. Os salários para este profissional são variáveis, em orquestras pode-se ganhar até R$ 4.000 e alguns cachês podem ir de R$ 1.000 a R$ 100.000.

Arquitetura

Antes de escolher qual profissão é a certa, vale lembrar que ser arquiteto é uma ótima opção. As disciplinas do curso de arquitetura incluem desenho artístico e técnico, artes plásticas, história e teoria da arquitetura. Além disso, o curso também inclui cálculo I, para que assim o profissional formado esteja capacitado a realizar planejamentos de urbanismo e infraestrutura. A carga horária de aulas práticas aumenta muito a partir da metade do curso, que tem estágio obrigatório. O tempo médio para se graduar em arquitetura é de 5 anos.

O arquiteto pode trabalhar nas áreas industrial, de construção, restauração, urbanismo, organização de interiores e muito mais. As ofertas de emprego aumentam de acordo com o tamanho da cidade, já que assim há uma demanda maior  por infraestrutura. O profissional pode trabalhar no setor público e privado, desenhando e projetando todos os tipos de edificações. Dessa forma, o ganho inicial para o arquiteto varia entre R$ 3.000 a R$ 5.000, podendo chegar a R$ 12.000.

Então qual profissão você vai escolher?

Já se decidiu? Deixe nos comentários qual profissão você pretende escolher. Se tiver alguma dica que não foi listada aqui, pode também se expressar nos comentários. Procuraremos adicioná-la à lista com os devidos créditos.

Se você ainda não descobriu qual profissão será a sua, não pode deixar de conferir a parte 2: