Qual a diferença entre Especialização, Mestrado e Doutorado?

Qual a diferença entre Especialização, Mestrado e Doutorado

Se você está incluído no meio acadêmico ou acabou de concluir o ensino superior, deve estar se perguntando qual o tipo de pós-graduação é mais adequado para você. Mas, para isso, é preciso conhecer qual a diferença entre especialização, mestrado e doutorado. A partir disso é possível fazer uma escolha mais consciente e precisa.

Enquanto o mestrado e o doutorado são cursos com uma duração mais longa e mais voltados para o campo acadêmico, as especializações, um bom exemplo é a MBA, são cursos com duração mais curta e com um enfoque em administração de empresas. Se você ainda está no ensino médio e ainda não sabe qual curso escolher, temos um guia completo de profissões para você.

Então, qual a diferença entre especialização, mestrado e doutorado?

Ponto de interrogação
TeroVesalainen / Pixabay

Especialização

A especialização é um curso de pós-graduação que pode se iniciado assim que a pessoa concluir o ensino superior. Possui uma duração regulamentada de 360 hrs. Diferente do mestrado e do doutorado, que são pós-graduações stricto sensu (em sentido estrito), as especializações são cursos lato senso (em sentido amplo).

Isso faz com que cada categoria tenha um regime de regras diferentes, como o mínimo de horas por exemplo. Quando concluída a especialização, o profissional receberá um certificado de conclusão de curso e não um diploma propriamente dito. Esse é um ponto importante na hora de determinar qual a diferença entre especialização, mestrado e doutorado.

O exemplo mais conhecido de especialização é a MBA (Master Business Administration) que, embora seja considerado um mestrado em alguns países, no Brasil não passa de uma especialização na área administrativa. Assim, como o próprio nome diz, a especialização é um aprimoramento da graduação. Ela possibilita à pessoa ter um maior reconhecimento no mercado de trabalho.

Para poder concluir o curso, o interessado deverá apresentar um projeto de pesquisa e um trabalho de conclusão de curso. Para isso, deve ser orientado por um professor com uma titulação maior ou equivalente à pretendida pelo discente. 

Mestrado

O mestrado é um curso de pós-graduação stricto sensu que pode ser iniciado, normalmente, assim que o estudante conclui o ensino superior. Ele se divide em mestrado acadêmico e profissional.

O objetivo do mestrado acadêmico é aprofundar os conhecimentos aprendidos na graduação e preparar o profissional para a área acadêmica, além de proporcionar um uma iniciação com pesquisa e extensão. Assim, se destina às pessoas que estão interessadas em lecionar em uma escola ou universidade. Possui, em média, uma duração maior, de 2 a 2,5 anos.

Já o mestrado profissional, com uma duração média de 1 a 1,5 ano, é voltado para pessoas que querem entrar mais rapidamente no mercado de trabalho. Geralmente possui os mesmos requisitos, mas oferece melhores opções de qualificação profissional.   

Como, geralmente, vem antes do doutorado, o mestrado pode ser considerado o segundo nível de uma pós graduação stricto sensu. Os cursos, no Brasil, devem seguir as orientações da CAPES, tendo exclusivamente doutores especializados nas suas devidas áreas como professores. 

Para poder ingressar, o aluno deve propor um projeto de pesquisa (que aqui não precisa ser inédito) sobre determinado assunto de seu interesse, o qual deve ser aprovado por uma mesa de professores.

Ao ser aprovado, o estudante participará de estudos, orientado por um doutor, a respeito de sua pesquisa. Ao final, esses estudos deverão resultar numa proposta de dissertação que deverá ser apresentada a uma banca examinadora.

Se os integrantes da banca julgarem que os trabalhos realizados possuem relevância acadêmica e estão de acordo com as regras de pesquisa, o estudante adquire o título de mestre.

Doutorado

Por fim, temos o doutorado ou doutoramento, que é um grau acadêmico superior aos 2 acima. Esse curso de pós-graduação possibilita ao aluno adquirir uma vasta gama de conhecimentos.

Dessa forma, ele será capaz de atuar individualmente em um campo de pesquisa diversificado, além de publicar trabalhos e artigos científicos em revistas e sites especializados. Assim, é indispensável que o futuro doutor demonstre uma grande capacidade e  experiência na área de pequisa.

Como o MEC exige que as universidades e faculdades tenham um certo número de doutores no corpo docente, o doutorado é uma boa forma de arrumar emprego nessas instituições, já que o número desses profissionais qualificados no país é baixo.

Como no mestrado, para concluir essa pós-graduação, o estudante deverá elaborar uma tese. A diferença está no fato de que, aqui, a tese deverá ser única. Ela terá que ser construída com base em muita pesquisa e estudo na área. Por isso, o doutorado tem uma duração maior que o mestrado, normalmente 4 anos.

Uma curiosidade para quem não sabia é a de que médicos e advogados, que não tenham concluído o doutorado, não devem ser chamados de “doutor”. Esse título é concedido somente aos profissionais que finalizaram essa modalidade de pós-graduação.  No Brasil, os doutores recebem a designação de DSc (Doutor em Ciências, Scientiae Doctor ou Doctor of Science) que no exterior equivale ao famoso PhD.

Conclusão

Nesse post, você descobriu qual a diferença entre Especialização, Mestrado e Doutorado. Além disso, pode ver quais as principais características de cada uma dessas modalidades de pós-graduação. Esperamos ter sanado suas dúvidas acerca desse assunto o qual, por parecer meio confuso, desperta curiosidade. Se você ainda tiver alguma dúvida ou sugestão, por favor não deixe de comentar e expressar sua opinião.