Plano de estudo – Como fazer seu próprio cronograma?

criar cronograma de estudo

Quando o assunto é estudos, a organização é a chave para o sucesso. Um plano de estudo é uma grande ferramenta capaz de aumentar o rendimento do estudante e trazer bons resultados em exames. Seguir uma rotina inflexível e cansativa afeta diretamente a mente e o corpo, diminuindo a disposição para estudar. Para que o sonho de ser aprovado em vestibulares, concursos ou outros exames seja alcançado, é preciso moderação.

Estudar de forma exaustiva torna o entendimento confuso, o que faz com que todos os esforços empreendidos sejam em vão. Sendo assim, é preciso moldar o tempo de estudo de acordo com suas características pessoais e com sua rotina. Por isso, o Sala de Estudos preparou uma série de informações que te ajudarão a preparar seu próprio plano de estudo da melhor maneira.

Autoavaliação

Antes de iniciar seu cronograma de estudos é preciso avaliar sua rotina e verificar seu tempo livre. Dessa forma, é necessário saber quais mudanças podem ser feitas e onde serão realizadas. Assim, é possível evitar perturbações nas obrigações que você já tem.

O ideal é modificar a ordem das tarefas aos poucos para que haja uma adaptação às transformações, que podem interferir na rotina e no ciclo biológico do estudante.

Um passo importante é a análise de conteúdos. Por meio dela, o aluno pode verificar em quais matérias possui mais aptidão e em quais assuntos necessita de reforço. Cada pessoa tem suas características, inclusive quanto às habilidades, por isso não é recomendado dar o mesmo enfoque à todas as disciplinas. A dica é se organizar por anotações, percebendo com mais facilidade quais atividades podem contribuir para aumentar a qualidade do seu tempo de estudo.

Criando e Organizando seu plano de estudo

A organização do seu cronograma começa pela criação de horários específicos para os estudos. Grande parte do tempo durante o dia deve ser usado para as tarefas de aprendizagem, mas é preciso ressaltar que algum tempo livre dedicado a si mesmo é muito importante.

Engana-se quem pensa que estudar por horas seguidas é vantajoso, já que o estudo torna-se rígido e provoca esgotamento pessoal. Dessa forma, os momentos devem ser divididos em períodos longos e períodos curtos.

O tempo

Os períodos longos são blocos de horários cheios, onde o aluno se volta para estudos complexos que requerem máxima concentração. Nesse espaço de tempo o aluno pode se dedicar ao uso de livros e apostilas, sempre fazendo pequenas anotações de forma esquematizada.

As anotações esquematizadas beneficiam a recordação de conteúdos de forma rápida e é um dos ótimos métodos de estudo que o estudante pode aderir.

relogio - plano de estudoOs períodos curtos são aqueles onde o estudante usa pequenos espaços de tempo para que possa reler os esquemas feitos. A recordação nos períodos curtos é uma grande instrumento que ajuda no desenvolvimento da memória, bem como na fixação do conteúdo. Todo momento que possa ser redirecionado para o estudo é válido e trará benefícios, aumentando o seu rendimento. Minutos após o almoço ou  intervalos durante o dia podem fazer a diferença nos resultados que se deseja obter. Além disso, garantem que o essencial já foi estudado em casos de imprevistos que possam comprometer os horários delimitados para o aprendizado em seu cronograma.

O sono

O ciclo biológico é variável entre as pessoas, por isso o seu plano de estudo precisa ser flexível de acordo com suas necessidades. O sono é um fator indispensável na preparação para um exame, por isso não pode ser deixado em segundo plano. A falta do sono pode causar efeitos diretos sobre a disposição física e mental, por isso é ideal que se durma por pelo menos 5 horas por noite.

O excesso de tempo direcionado para as noites de sono também pode ser prejudicial para os estudos. Por isso, o bom senso precisa ser colocado em prática com a finalidade de maximizar a aprendizagem, sempre mantendo a mente preparada para a absorção de conteúdo.

A alimentação

Manter uma alimentação adequada nos horários certos influencia muito na capacidade de memorização e criatividade de um indivíduo. Dessa forma, em nenhuma circunstância deve-se deixar de comer para se dedicar aos estudos desesperadamente. Sem a energia oferecida pelos alimentos, o combustível principal do corpo, a irritabilidade aumenta em níveis extremos, a concentração fica afetada e o pensamento fica mais lento.

Por isso, nunca se esqueça de definir momentos para se alimentar, principalmente os horários de almoço e jantar, que desempenham maior influência na demanda de nutrientes para seu organismo.

O ambiente de estudo

Para aumentar sua produtividade é preciso definir um ambiente adequado de estudo, com boa iluminação e silenciosidade. Praticamente todos os estudantes mantém o hábito de estudar em sofás e camas. Este costume não deve ser mantido, já que afeta a postura e dificulta a concentração, podendo causar danos físicos sérios.

Defina um local fixo para estudar, organizando os materiais necessários e deixando de lado tudo que possa desviar sua atenção. Uma mesa de estudos bem organizada é um diferencial entre os muitos concorrentes. É muito recomendável que seu ambiente de estudo seja longe das TVs e computadores. É importante também que estes aparelhos e o celular sejam usado em outros momentos, como os de lazer.

A planilha

O método mais fácil para que você possa montar um bom plano de estudo é a planilha. Esse método pode ser aplicado de forma manual em uma folha de papel ou pode ser realizado no seu próprio computador ou smartphone. É muito simples montar uma planilha organizada usando o Excel.

Nele você pode marcar os seus horários e relacionar com as tarefas que você determinou para cada dia. Vale ressaltar que escrever seu objetivo como título para o seu plano de estudos pode ser muito motivacional.

É preciso usar este método com a maior sinceridade possível. Assim, seu cronograma passa a ser bem organizado e as falhas de horário que possam atrapalhar seus estudos são eliminadas.

A rotina também é sempre modificada por diversos acontecimentos durante a semana, o que pode dificultar sua organização de horários. Nessa circunstância, recomenda-se que sejam adotados na planilha os horários dominantes e as respectivas tarefas.

Principais erros

Confira nosso infográfico sobre os principais erros ao criar um plano de estudo:

Infográfico Plano de estudos - Principais erros Infográfico
Infográfico sobre os principais erros cometidos ao criar um Plano de Estudos

Truques para seguir seu cronograma

Praticar atividades físicas aumentam a capacidade de concentração.Assim, o estudante consegue memorizar melhor o conteúdo que é estudado. Pesquisas indicam que pessoas que praticam atividades físicas possuem melhor rendimento escolar e conseguem alcançar maiores notas em exames.

Reconhecer seus pontos fracos pode te ajudar a evoluir nos estudos, assim como a meditação. Meditar por alguns instantes durante o dia é muito benéfico para a saúde, diminuindo a tensão causada pela preocupação em conseguir bons resultados nas provas.

Além disso, diminuir as distrações é o grande truque para que você consiga seguir seu cronograma e completar seu plano de estudo. O foco no seu objetivo principal é o fator determinante para que você alcance os seus sonhos.